Organização do Trabalho Pedagógico Escolar
Disciplinas e Áreas
Celem
Biblioteca
Publicações Órgãos Colegiados da Escola Destaques da Educação Bartolomeu Notícias Espaço da Escola Espaço dos Educandos Concursos, Cursos e Eventos Boletim Escolar Matrículas e Resultados Informática, Tecnologias e Downloads Dicas de Trânsito Prestação de Contas Fale Conosco Mural de Recados Procuro você Utilidade Pública

Quantidade de Páginas visitadas





- POLÍTICOS -

- - -

- - - O Voto - - -

- - - Até que o Lula não é tão... - - -

- - - A Arca de Noé - a brasileira - - - Tipos de Assaltantes - -

Colaboração

- Cris landrin - - - Erica Ribeiro da Silva Moreno -

- Marta Arnold -



- O Voto -

Um senador está andando tranquilamente quando é atropelado e morre. A alma dele chega ao Paraíso e lá de cara com São Pedro na entrada.

- Bem-vindo ao Paraíso!, diz São Pedro.

- Antes que você entre, há um probleminha. Raramente vemos parlamentares por aqui, sabe, então não sabemos bem o que fazer com você.

- Não vejo problema, é só me deixar entrar, diz o antigo senador.

- Eu bem que gostaria, mas tenho ordens superiores. Vamos fazer o seguinte: Você passa um dia no Inferno e um dia no Paraíso. Aí, pode escolher onde quer passar a eternidade.

- Não precisa, já resolvi. Quero ficar no Paraíso diz o senador.

- Desculpe, mas temos as nossas regras.

Assim, São Pedro o acompanha até o elevador e ele desce, desce, desce até o Inferno. A porta se abre e ele se vê no meio de um lindo campo de golfe. Ao fundo o clube onde estão todos os seus amigos e outros políticos com os quais havia trabalhado.

Todos muito felizes em traje social. Ele é cumprimentado, abraçado e eles começam a falar sobre os bons tempos em que ficaram ricos às custas do povo. Jogam uma partida descontraída e depois comem lagosta e caviar.

Quem também está presente é o diabo, um cara muito amigável que passa o tempo todo dançando e contando piadas. Eles se divertem tanto que, antes que ele perceba, já é hora de ir embora.

Todos se despedem dele com abraços e acenam enquanto o elevador sobe. Ele sobe, sobe, sobe e porta se abre outra vez. São Pedro está esperando por ele. Agora é a vez de visitar o Paraíso.

Ele passa 24 horas junto a um grupo de almas contentes que andam de nuvem em nuvem, tocando harpas e cantando. Tudo vai muito bem e, antes que ele perceba, o dia se acaba e São Pedro retorna.

- E aí? Você passou um dia no Inferno e um dia no Paraíso. Agora escolha a sua casa eterna.

Ele pensa um minuto e responde: - Olha, eu nunca pensei... O Paraíso é muito bom, mas eu acho que vou ficar melhor no Inferno.

Então São Pedro o leva de volta ao elevador e ele desce, desce, desce até o Inferno.

A porta abre e ele se vê no meio de um enorme terreno baldio cheio de lixo. Ele vê todos os amigos com as roupas rasgadas e sujas catando o entulho e colocando em sacos pretos. O diabo vai ao seu encontro e passa o braço pelo ombro do senador.

- Não estou entendendo, gagueja o senador. Ontem mesmo eu estive aqui e havia um campo de golfe, um clube, lagosta, caviar, e nós dançamos e nos divertimos o tempo todo. Agora só vejo esse fim de mundo cheio de lixo e meus amigos arrasados!!!

O diabo olha pra ele, sorri ironicamente e diz:

- Ontem estávamos em campanha. Agora, já conseguimos o seu voto...

-  -


Até que o Lula não é tão...!

Pois sabia que a Suíça não é banhada por nenhum mar!
 
Numa reunião com o Presidente da Suíça, Lula apresenta os seus Ministros:

- Este é o Ministro da Saúde, este é o Ministro da Educação, este é o Ministro da Cultura, este é o Ministro da Justiça....

E assim foi... Chegou a vez do Presidente da Suíça:

- Este é o Ministro da Saúde, este é o Ministro da Fazenda, este é o Ministro da Justiça, este é o Ministro da Educação, este é o Ministro da Marinha...

Nessa altura, Lula começa a rir.

- Desculpe Sr. Presidente, mas para que o senhor tem um Ministro da Marinha, se o seu país não tem mar?

E o Presidente da Suíça responde:

- Quando Vossa Excelência apresentou os Ministros da Justiça, da Educação e da Saúde, eu não ri!

- Voltar ao Topo -


A Arca de Noé - a brasileira - 

Um dia, o Senhor chamou Noé que morava no Brasil e ordenou-lhe:
  - Dentro de 6 meses, farei chover ininterruptamente durante 40 dias e 40 noites, até que o Brasil seja coberto pelas águas.
Os maus serão destruídos, mas quero salvar os justos e um casal de cada espécie animal.
Vai e constrói uma arca de madeira.
No tempo certo, os trovões deram o aviso e os relâmpagos cruzaram o céu.
Noé chorava, ajoelhado no quintal de sua casa, quando ouviu a voz do Senhor soar furiosa, entre as nuvens:
- Onde está a arca, Noé?
- Perdoe-me, Senhor suplicou o homem.
Fiz o que pude, mas encontrei dificuldades imensas:
Primeiro tentei obter uma licença da Prefeitura, mas para isto, além das altas taxas para obter o alvará, me pediram ainda uma contribuição para a campanha para eleição do prefeito.
Precisando de dinheiro, fui aos bancos e não consegui empréstimo, mesmo aceitando aquelas taxas de juros.
O Corpo de Bombeiro exigiu um sistema de prevenção de incêndio, mas consegui contornar, subornando um funcionário.
Começaram então os problemas com o IBAMA e a FEPAM para a extração da madeira. Eu disse que eram ordens SUAS, mas eles só queriam saber se eu tinha um "Projeto de Reflorestamento " e um tal de "Plano de Manejo".
Neste meio tempo ELES descobriram também uns casais de animais guardados em meu quintal. Além da pesada multa, o fiscal falou em "Prisão Inafiançável " e eu acabei tendo que matar o fiscal, porque, para este crime, a lei é mais branda.
Quando resolvi começar a obra, na raça, apareceu o CREA e me multou porque eu não tinha um Engenheiro Naval responsável pela construção.
Depois apareceu o Sindicato exigindo que eu contratasse seus marceneiros com garantia de emprego por um ano.
Veio em seguida a Receita Federal, falando em "sinais exteriores de riqueza" e também me multou.
Finalmente, quando a Secretaria  Municipal do Meio Ambiente pediu o "Relatório de Impacto Ambiental" sobre a zona a ser inundada, mostrei o mapa do Brasil.
Aí, quiseram me internar num Hospital Psiquiátrico!
Sorte que o INSS estava de greve...
Noé terminou o relato chorando, mas notou que o céu clareava perguntou:
- Senhor, então não irás mais destruir o Brasil?
- Não! - respondeu a Voz entre as nuvens
- Pelo que ouvi de ti, Noé, cheguei tarde!
O governo já se encarregou de fazer isso!
- Voltar ao Topo -


Tipos de Assaltantes

Assaltante Nordestino:

- Ei, bichim...
- Isso é um assalto...
- Arriba os braços e num se bula nem se cague nem faça munganga...
- Arrebola o dinheiro no mato e não faca pantim se não enfio a peixeira no teu bucho e boto teu fato pra fora.
- Perdão meu Padim Ciço, mas é que eu tô com uma fome da moléstia...

Assaltante Mineiro:

- Ô sô, prestenção ...
- Isso é um assarto, uai...
- Levanta os braço e fica quetin quesse trem na minha mão tá cheio de bala...
- Mió passá logo os trocados que eu num tô bão hoje Vai andando, uai !
- Tá esperando o que, uai !!

Assaltante Gaúcho:

- O gurí, ficas atento...
- Báh, isso é um assalto...
- Levantas os braços e te aquieta, tchê!
- Não tentes nada e cuidado que esse facão corta uma barbaridade, tchê.
- Passa as pilas prá cá!
- E te manda a la cria, senão o quarenta e quatro fala.

Assaltante Carioca:

- Seguiiiinnte, bicho...
- Tu se danou. Isso é um assalto...
- Passa a grana e levanta os braços rapá...
- Não fica de bobeira que eu atiro bem pra caramba...
- Vai andando e se olhar pra traz vira presunto...

Assaltante Baiano:

- Ô meu rei... (longa pausa)
- Isso é um assalto... (longa pausa)
- Levanta os braços, mas não se avexe não... ( longa pausa )
- Se num quiser nem precisa levantar, pra num ficar cansado.
- Vai passando a grana, bem devagarinho...(longa pausa)
- Num repara se o berro está sem bala, mas é pra não ficar muito pesado...
- Não esquenta, meu irmãozinho, ( longa pausa ) Vou deixar teus documentos na encruzilhada...

Assaltante Paulista:

- Urra, meu...
- Isso é um assalto, meu...
- Alevanta os braços, meu...
- Passa a grana logo, meu...
- Mais rápido, meu...
- Que eu ainda preciso pegar a bilheteria aberta para comprar o ingresso do jogo do Curintia, meu...
- Pô,se manda, meu...

Assaltante de Brasília:

- Querido povo brasileiro...
- Estou aqui no horário nobre da TV para dizer que no final do mês, aumentaremos as seguintes tarifas:
- Energia, Água,Esgoto, Gás, Passagem de ônibus, IPTU, IPVA, Lincenciamento de Veículos, Seguro Obrigatório, Gasolina, Álcool, Imposto de Renda, IPI, ICMS, PIS, COFINS..
- Voltar ao Topo -




- Página Inicial - - - Rir ou Chorar, eis a questão -




















Validador

CSS válido!

Secretaria de Estado da Educação do Paraná
Av. Água Verde, 2140 - Água Verde - CEP 80240-900 Curitiba-PR - Fone: (41) 3340-1500
Desenvolvido pela Celepar - Acesso Restrito